Compartilhe no Facebook!

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Rolezinho?

Antes de começar: se você acha que propriedade privada não existe e que os ricos têm que socializar os meios de produção, saia do meu blog e não volte nunca mais(clique aqui)!

Nessa altura do campeonato, você já sabe que o Shopping JK, um castelo de proporções faraônicas e, por sinal, muito bem feito por não ter sido obra do estado(com "e" minúsculo mesmo), voltado para quem quiser ir lá e realizar suas compras, conseguiu uma liminar para impedir o "Rolezaum Shoppim" - vemos a capacidade intelectual de seus organizadores já pela qualidade do português - evento organizado pelo Facebook(outro serviço muito bem prestado pelo Mercado) que iria reunir algumas centenas de baderneiros sem o que fazer no local, a exemplo do que aconteceu no Shopping Itaquera.

Eu entendo, o shopping, mesmo geralmente sendo aberto ao público, continua sendo propriedade privada e é total direito dos proprietários decidirem quem entra e quem não entra. Afinal, não é assim que você age quando a casa é sua? Pois considere o shopping a casa deles. Esse tipo de local foi feito para pessoas que desejam realizar trocas completamente voluntárias, que são nada mais do que a magia do capitalismo em ação, e não para baderneiros que têm tempo livre ou porque são sustentados pelo estado ou porque não arranjam emprego devido às barreiras estatais.

Bah, mentira! Todos sabemos que essa liminar foi feita para satisfazer os interesses da burguesia capitalista e opressora. Porque nós sofremos todo dia com a mais valia e, quando vamos nos divertir num shopping, somos mais explorados ainda pelos lojistas egoístas e individualistas que só se interessam pelo próprio lucro. Nada melhor do que um bando vagabundos invadindo o local para nos salvar da opressão do capital. Ah, mas, antes de invadirem, deixe que nós da esquerda caviar compremos nosso Big Mac, é claro, não resistimos ao gostinho do bom e velho capetalismo.

Nosso excelentíssimo amigo de IMC elevado já esteve dentro do Shopping JK por duas vezes. É claro, apesar de odiar todo esse culto à burguesia e exploração do capital, teve que voltar para tomar uns copos de coca-cola enquanto comprava o novo lançamento da Apple. Ele é apreciador de boa música(leia-se artistas Rouanet), portador de costumes não tão bons, boas roupas(ah, a ironia) e índole duvidosa, mas se vê em posição de criticar todos aqueles que nem conhece mas já julga como capitalistas opressores em potencial. Ele sim, esquerdista assumido, quer distância dos pobres. Não só dos pobres como da pobreza também, característica marcante em integrantes da esquerda caviar. Mas é claro, é muito mais fácil alegar uma hipotética hipocrisia alheia do que olhar para a própria. De fato aquela barriga toda deve impedi-lo de enxergar o próprio umbigo.

Esse jovem esquerdinha continuará desta maneira para sempre, dentro de seu mundo de exploração burguesa e paraíso socialista jamais fará contato com o mundo real. E vai criticar outras liminares como essa.

Então sim, definitivamente sim: eles têm(com acento, ao contrário do texto original) esse direito. Eu quero mais é que a propriedade privada seja garantida mesmo e que donos de estabelecimentos e lojistas possam escolher a quem atender e arcar com as consequências posteriormente. Enchi-me dessa esquerda podre, podre por apoiar medidas populistas como cotas ou o Bolsa Família, podre por querer instaurar um regime político comprovadamente assassino em toda a América Latina, podre por causar desordem deliberada em protestos antes razoavelmente pacíficos e democráticos. Podre por querer violar a propriedade privada.

Como brilhantemente eu mesmo observei, a ignorância de nossos pseudo-intelectuais de esquerda em relação à realidade e aos verdadeiros conceitos de Mercado e estado só se sustenta com a falta de leitura. Se uma anta a la Diego Quinteiro tivesse lido apenas 100 páginas, no caso 6 Lições de Ludwig Von Mises, não afirmaria essa enorme quantidade de coliforme fecal. Mas falta interesse para o conhecimento, e sobra espaço para Das Kapital.

Dito isso, não vejo outra solução: desmintam todos os esquerdistas!

Resposta ao texto "Rolezinho" do seguinte blog: http://diegoquinteiro.com

Kim P. K.








9 comentários:

  1. PROGRAMA NACIONAL DE ROLEZINHOS! Inscrições abertas para: - Rolezinho para limpar e desobstruir córregos e bueiros; - Rolezinho para carpir mato; - Rolezinho para atender moradores de rua; - Rolezinho para fazer companhia a idosos nos asilos; - Rolezinho para dar atenção às crianças com câncer nos hospitais; - Rolezinho para recolher, tratar e abrigar cães abandonados; - Rolezinho para limpar monumentos históricos pichados; - Rolezinho para catar lixo dos parques e praças da cidade. Observações: - as atividades serão desenvolvidas aos finais de semana; - não haverá nenhum tipo de remuneração; - durante as atividades não será permitido fumar maconha e ouvir funk. Aguardamos MILHARES de inscrições! Vem, gente! \o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comentário perfeito! Se os "excRuídos" fizessem algo que prestasse, poderiam ganhar muito espaço na sociedade.

      Excluir
  2. Excelente resposta. gostei.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom Kim, acabou com esse gordo escroto

    ResponderExcluir
  4. Muito bom, até segui o blog. Parabéns.

    ResponderExcluir
  5. Concordo com a ideia do texto tranquilamente, só a foto no face que não ficou muito boa do link. Pareceu como se fosse vontade do policial agredir, ficaria melhor uma foto da "turminha" que queria fazer a baderna, talvez fosse mais curtida e o blog teria mais acessos.

    Bom trabalho.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  6. Tânia SP
    Excelente resposta, adorei!!!.

    ResponderExcluir
  7. Olá, meu nome é burrice e hipocrisia em pessoa e eu sou de esquerda. hur durr

    ResponderExcluir
  8. Isso sim é uma análise completa sobre o assunto, ao contrário da análise do Diego que só leu o seguinte. "Shopping consegue liminar para barrar o evento Rolezinho"...

    ResponderExcluir